Papa Francisco decide revogar privilégios de cardeais e bispos do Vaticano

Fonte: Aratu On

O papa Francisco decidiu revogar privilégios de bispos e cardeais que trabalham no Vaticano. Com a determinação, essas duas categorias serão julgadas pelo mesmo tribunal comum que analisa outros casos criminai, e não mais por um painel de prelados de elite. A informação foi divulgada nesta última sexta (30/4).

Na decisão, Francisco emitiu um decreto revogando uma cláusula no Código Penal Civil do Vaticano, segundo o qual bispos e cardeais eram julgados apenas pelo Tribunal de Cassação, um órgão superior formado por cardeais e outros clérigos de alto escalão. No entanto, foi observando, nos últimos anos, que pessoas de fora da igreja, pegas em investigações criminais, foram julgadas e condenadas pelo tribunal comum (composto por não clérigos), emquanto que cardeais envolvidos nos mesmos casos não foram julgados ou receberam tratamento especial.

No decreto, o papa Francisco pontuou que o direito civil dentro do Vaticano deve ser “sem privilégios de tempos atrás” e que não está mais em “consonância” com as responsabilidades individuais. O papa ainda terá que aprovar o início de qualquer investigação ou julgamento.