Bebê que foi encontrado dentro de saco de lixo é adotado por casal de médicos em Salvador

Fonte: Aratu On

Um bebê recém-nascido, do sexo masculino, que foi encontrado dentro de um saco de lixo, em uma rua do bairro de São Caetano, em Salvador, no dia 26 de abril deste ano, encontrou uma família. A criança, que estava sob os cuidados do programa Família Acolhedora, da Fundação Cidade-Mãe (FCM), foi adotado, de forma temporária, por um casal de médicos de 47 e 48 anos. Os novos papais não tiveram os nomes divulgados.

O bebê havia sido encontrado por um morador do bairro. O homem contou que estava passando próximo ao lixo, por volta de 5h30, quando ouviu a criança fazer barulho. Após pedir a ajuda de outros moradores, o rapaz levou o recém-nascido para a delegacia do bairro, e depois, recorreu à militares, para levar a criança para uma unidade adequada. O menino foi levado para a Maternidade Prof. José Maria de Magalhães Netto.

“Desde agosto de 2020 estávamos esperando pela chegada de uma criança. Não tínhamos restrição de idade. Na semana passada, recebi uma ligação informando sobre o recém-nascido e a sua história. Tantas crianças precisam desse acolhimento. Se podemos ajudar, vamos ajudar. Estamos muito felizes com a chegada e com certeza ele será muito amado por nossa família nesse período”, conta a médica. No momento da adoção, o casal estava acompanhado dos dois filhos biológicos.

A presidente da FCM, Isabela Argolo, explica que o objetivo do programa dar à criança um ambiente familiar. “Hoje temos a perspectiva que esse bebê terá um futuro diferente. A escolha é feita com muito cuidado e critério para que tudo isso seja possível com segurança, além de garantir que a criança receba todo amor e carinho”, afirma.

A FCM é vinculada à Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ). No serviço desenvolvido pela instituição, crianças e jovens de 0 a 18 anos incompletos podem ser acolhidos por famílias residentes na capital baiana, até que elas possam voltar para sua família de origem.

Para as famílias interessadas em acolher, o processo de habilitação pode ser iniciado através de cadastro no site, ou pelo telefone (71) 3202-2429. É possível também entrar em contato pelo endereço de e-mail: familiaacolhedora.fcm@salvador.ba.gov.br.