Presidente da CPI da Covid pede que MPF avalie se Wajngarten cometeu crime de falso testemunho

Fonte: Aratu On

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), informou, nesta quarta-feira (12/5), que enviará o depoimento do ex-secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, ao Ministério Público Federal (MPF), para que este avalie se foi cometido crime de falso testemunho.

O envio do depoimento de Wajngarten para avaliação do MPF se deu após um pedido do senador Humberto Costa (PT-PE).

“É importante que o Ministério Público averigue se o depoente infringiu o Código Penal, oferecendo a esta Comissão Parlamentar de Inquérito falso testemunho ou falsa perícia”, disse Omar Aziz em despacho lido durante a reunião desta quarta.

Na ocasião, Omar também falou que a prisão seria o “menor dos castigos” que Wajngarten sofreria. “Quero falar, olhando nos olhos do senhor, que a prisão seria o menor dos castigos. […] Você não agradou a ninguém, hoje. Você entregou um documento que ninguém teria. Você vai sofrer. A experiência que eu tenho de vida, é que a ela machuca a gente. A prisão não seria nada mais terrível do que você perder a credibilidade, a confiança e o legado que você construiu até hoje”, declarou.

Depois, disse que “justiça” são duas doses de vacina para cada brasileiro.