Após reunião, FHC diz que votaria em Lula no segundo turno: “não apoiarei o atual mandante”

Fonte: Aratu On

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou nesta sexta-feira (21/5), em suas redes sociais, que votaria no ex-presidente Lula (PT) caso o petista vá contra Bolsonaro ao segundo turno das eleições 2022.

Lula já confirmou que será candidato e divulgou uma reunião com FHC, ocorrida na semana passada, na casa do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim.

Na publicação, Fernando Henrique enfatiza que apoiará um candidato tucano. “Reafirmo, para evitar más interpretações: PSDB deve lançar candidato e o apoiarei”, escreveu. O voto em Lula só ocorreria caso o candidado psdbista, cujo nome ainda não foi divulgado, não fosse ao segundo turno.

FHC afirmou que votaria em qualquer candidato que fosse contra Jair Bolsonaro (sem partido). “Se não o levarmos [candidato do PSDB] ao segundo turno, neste caso não apoiarei o atual mandante, mas quem a ele se oponha, mesmo o Lula”, complementou.

Por conta das visões políticas diferentes, onde FHC representa a direita e Lula a esquerda, a ideia dos dois se unindo chocou alguns internautas. Bolsonaro também comentou a união de ambos, dando indireta.

“Falando em política, para ano que vem já tem uma chapa formada: um ladrão candidato a presidente e um vagabundo como vice”, disse o presidente, durante cerimônia de entrega de títulos de propriedade em Açailândia (MA).