CPI DA COVID: ex-ministro Eduardo Pazuello vai ser reconvocado para prestar novo depoimento

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), Omar Aziz (PSD-AM), afirmou hoje (22) que o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deve ser novamente convocado para novo depoimento na CPI da Covid. A informação é do G1.

O senador afirmou que oitiva com o general foi “hilária” e que, protegido por um habeas corpus, Pazuello mentiu aos senadores. “Ele [Pazuello] estava com um habeas corpus debaixo do braço, que permitia que ele falasse o que ele quisesse, que nada poderia acontecer com ele. Por isso que ele está sendo reconvocado, vai ser reconvocado na quarta-feira”, afirmou ele durante live promovida pelo Grupo Prerrogativas.

E seguiu: “A gente espera que a gente possa trabalhar sem a ingerência do Supremo nessa questão, até porque, se o ministro [Ricardo] Lewandowski assistiu [ao depoimento na CPI], ele disse ‘não posso dar de novo habeas corpus pro cara mentir’”, acrescentou Aziz. Pazuello foi ao Senado em dois dias para depor. No primeiro dia, ele passou mal e por esse motivo a sessão teve de ser adiada.