FHC e Lula assinam nota conjunta contra proposta de Guedes para o Mercosul

Fonte: Bahia.Ba

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso assinaram neste sábado (5) uma nota conjunta contra a proposta do ministro da Economia, Paulo Guedes, e em defesa do presidente da Argentina, Alberto Fernández, que resiste às pressões do governo brasileiro para reduzir de maneira significativa a Tarifa Externa Comum (TEC) do Mercosul, que é usada pelo bloco para importações de países terceiros.

“Este não é o momento para reduções tarifárias unilaterais por parte do Mercosul, sem nenhum benefício em favor das exportações do bloco”, afirma a nota.

De acordo com o portal IG, com os desentendimentos políticos entre Fernández e o presidente Jair Bolsonaro como pano de fundo, os governos do Brasil e Argentina estão “mergulhados numa negociação técnica que ameaça o futuro do Mercosul, segundo admitiram fontes de ambos os países ao portal.

Proposta
Ainda de acordo com a publicação, o ministro Paulo Guedes defende a diminuição em 10% da TEC e maior flexibilidade para que os países membros negociem acordos bilaterais individualmente.

O presidente argentino, no entanto, insiste que a redução da tarifa seja inferior ao percentual sugerido pelo governo brasileiro e que incida somente sobre bens intermediários, e não sobre produtos finais, pois as propostas de Guedes colocariam em risco a indústria argentina, uma vez que, com a diminuição da TEC, acirraria a competição entre as importações e a produção local. O governo brasileiro, por sua vez, acusou o país vizinho de pouca ambição e protecionismo.