Oficina de desmanche é desarticulada pela polícia e veículos com ocorrência de crime são apreendidos em Seabra

Fonte: Aratu On

Quatro veículos com ocorrência de furto e roubo foram apreendidos após serem localizados em um ferro-velho utilizado para desmanche de veículos, localizado no perímetro urbano de Seabra, a 474 km de Salvador. O caso ocorreu na noite de sexta (4/6), mas só foi divulgado pela polícia no sábado (5/6).

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a ocorrência teve início em frente a unidade operacional de Seabra, Km 415 da BR-242, quando a equipe deu ordem de parada a um caminhão IVECO, com placas de Feira de Santana. Na vistoria do veículo, os policiais perceberam indícios de adulterações nos elementos identificadores. E com técnicas de identificação veicular, constataram que se tratava de um clone, pois o caminhão original possuía ocorrência de roubo, registrada em março.

Para tentar burlar fiscalizações da polícia, as placas originais foram trocadas por outras de um caminhão com características semelhantes. O condutor confessou aos agentes durante a entrevista que presta serviço para o dono de um ‘ferro-velho’ e que utiliza o caminhão para o transporte de material reciclável. Disse ainda que recebe 350 reais por semana pelo trabalho de motorista.

Os policiais decidiram aprofundar a fiscalização e no local indicado verificaram o funcionamento de comércio de venda de peças automotivas usadas e confirmaram se tratar de um local de desmanche de veículos, muitos deles produtos de crime. os agentes federais conseguiram identificar mais 3 veículos (Novo Gol, Gol, Peugeot 207), todos com restrição de furto, roubo ou apropriação indébita.

Além disso, foram encontradas diversas peças de veículos desmontadas e carcaças de veículos serradas ao meio, carcaças de veículos serradas ao meio, com a numeração raspada e outros com as numerações de veículos com alerta de roubo. Muitos veículos já estavam com o chassi separado da carroceria, e a gravação da numeração de identificação havia sido adulterada.

O homem apontado como responsável pelo estabelecimento foi identificado e todos os envolvidos foram apresentados na Polícia Civil de Seabra para os demais procedimentos legais e apuração dos crimes.