Ministério Público Eleitoral pede que TSE multe Bolsonaro por propaganda eleitoral antecipada

O Ministério Público Eleitoral (MPE) apresentou neste sábado (19), uma ação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na qual pede que o presidente Jair Bolsonaro seja multado por propaganda eleitoral antecipada.

Durante um evento de entrega de títulos de propriedade rural na cidade de Marabá, no Pará, transmitido ao vivo pela TV Brasil, o presidente vestiu uma camisa com os dizeres “É melhor Jair se acostumando, Bolsonaro 2022”. Segundo o vice procurador-geral eleitoral, Renato Brill, a camisa faz referência a disputa eleitoral de 2022 e usá-la foi um ato consciente de antecipação de campanha por parte de Bolsonaro.

“Restou insofismável não se tratar de um mero ato público oficial típico de governo, mas sim de um verdadeiro ato público de campanha eleitoral antecipada, com promoção pessoal do representado Jair Messias Bolsonaro na condição de candidato às eleições de 2022”, dizia o documento assinado por Brill