Orçamento Paralelo de Bolsonaro é quatro vezes maior do que em governos anteriores

A média anual de emendas de relator aprovadas pelo Congresso durante o governo de Jair Bolsonaro é 4 vezes maior do que a média anual de Michel Temer (MDB) e 5 vezes maior do que a de Dilma Rousseff (PT), durante suas respectivas gestões.

Segundo informações do UOL, por meio da Lei de Acesso à Informação, durante o governo de Bolsonaro foram apresentados R$ 20,7 bilhões em emendas de relator por ano, contra 4,8 bilhões de Michel Temer entre 2016 e 2018 e 3,8 bilhões durante o governo de Dilma Rousseff.

Por envolver um controle de emendas que não aparece nos sites de transparência do governo e do Congresso, mas apenas em trocas de ofícios entre ministérios e parlamentares, o caso ficou conhecido como “orçamento paralelo”. A compra de muitas máquinas agrícolas com as verbas ainda fez o sistema ser apelidado de “tratolão”.