PGR pede abertura de inquérito sobre denúncias de prevaricação de Bolsonaro; presidente será ouvido

Fonte: Radar da Bahia

A Procuradoria Geral da República (PGR) quer ouvir o presidente Jair Bolsonaro após a abertura de um inquérito instaurado na última sexta (2), para apurar suspeitas de prevaricação do presidente envolvendo irregularidade no contrato de comprar da Covaxin.

O inquérito foi aberto após as denúncias do servidor do Ministério da Saúde, Luis Ricardo Miranda, que disse ter sofrido pressão para liberar o imunizante indiano e que informou ao presidente sobre irregularidades e teria ouvido “Isso é coisa do Ricardo Barros?” como resposta, mostrando que este sabia das irregularidades e não denunciou.

O despacho de abertura do inquérito determina que sejam ouvidos os “autores do fato”. Apesar de não haver a citação nominal, o entendimento da PGR é que Bolsonaro é uma das pessoas a serem ouvidas sobre o episódio.