Salvador fará evento-teste com 500 pessoas no final de julho; “a gente quer retomar”, diz Bruno Reis

Fonte: Aratu On

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), informou que a cidade fará um “evento-teste” com 500 pessoas no dia 29 de julho. A declaração foi feita ao jornal Folha de S. Paulo, nesta segunda-feira (5/7).

Segundo o gestor, o evento será realizado no Centro de Convenções, na orla da capital baiana, e todas as pessoas estarão vacinadas pelo menos com a primeira dose contra a Covid-19.

Ainda conforme a publicação da Folha, a prefeitura negocia uma parceria com a Fiocruz para realizar um estudo que vai monitorar os possíveis casos de coronavírus no público presente.

A prefeitura estuda, ainda, realizar outro evento-teste, com um público ainda maior, em uma das três ilhas de Salvador – Bom Jesus dos Passos, Ilha dos Frades ou Ilha de Maré -, restrito à população do lugar escolhido. Boa parte das pessoas que residem nessas regiões já estão imunizadas, segundo o prefeito, devido à grande presença de comunidades quilombolas, que tiveram prioridade na vacinação contra a Covid-19. Além disso, no dia 24 de junho, a imunização foi aberta a maiores de 18 anos, que receram a dose única da Janssen.

O formato desse segundo evento-teste, em uma dessas ilhas, seria parecido com o previsto para setembro na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro, onde o prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou a realização de uma Carnaval fora de época.

Bruno Reis afirmou também que projeta a retomada de eventos na capital baiana já a partir de agosto. “Vamos retomar os eventos, shows, com protocolos e todos os procedimentos de segurança. A gente quer retomar”, disse à Folha, ressaltando que haverá limitação de público.

Além disso, os eventos sociais, como formaturas e casamentos, devem ser liberados em breve, assim como a abertura de museus, teatros e centros culturais.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI na capital baiana está em 62%, com tendência de queda nas últimas semanas. Ainda de acordo com a prefeitura, cerca de 57% da população-alvo da imunização na capital baiana já recebeu ao menos a primeira dose da vacina.