Camaçari: Reunião com representantes dos conselhos e sindicatos municipais define volta às aulas

Fonte: Bahia: Bahia

Com a urgência cada vez maior de que seja estabelecida uma data para o retorno seguro às aulas presenciais em Camaçari, ocorreu nesta sexta-feira (9), uma reunião intersetorial com representantes dos conselhos e sindicatos municipais, o prefeito Elinaldo Araújo, além dos secretários da Saúde e da Educação, Elias Natan e Neurilene Martins, respectivamente. O encontro aconteceu na sala de reunião da Secretaria do Governo (Segov).

No que tange as escolas da rede particular de ensino, ficou decidido que se os indicadores positivos que se apresentam nesta sexta-feira ficarem mantidos por, pelo menos, uma semana, será feita uma nova avaliação e as aulas poderão ser retomadas no dia 19/7.

De acordo com o secretário Elias Natan os indicadores atuais são otimistas. No momento, encontram-se assim: estabilidade e tendência de queda dos casos ativos da Covid-19; indicador em declínio de ocupação de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com 60% de ocupação dos leitos de UTI, considerando os do Hospital Geral de Camaçari (HGC) e do Hospital Santa Helena, além de 40% de ocupação do Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavírus (CIEC); e a vacinação da população que está num percentual de 36% para a 1ª dose e 16% para a 2ª dose.

“Em virtude de todo esse cenário que se apresenta, caso se mantenha esses indicadores por uma semana, vamos avaliar a possibilidade da retomada das aulas presencias nas escolas particulares”, garantiu o secretário da Saúde, que informou ainda que até o fim do mês de julho, 50% dos profissionais da educação do município, rede pública, privada e de ensino superior, estarão vacinados com a 2ª dose e que a outra metade estará com o quadro vacinal completo até o fim de setembro.

Durante a reunião, ficou determinado que os representantes dos conselhos e sindicatos municipais irão se reunir com os respectivos colegiados para tomar uma posição em conjunto e voltar a se reunir na próxima sexta-feira (16/7) com uma definição. A tendência é de que o retorno das aulas presenciais nas escolas da rede pública municipal seja no dia 2 de agosto.

Mesmo ainda sem uma data definida para o retorno das aulas presenciais para as escolas municipais, o prefeito Elinaldo está confiante e considera a reunião positiva. “Camaçari está preparada para o momento de alunos e professores voltar às salas de aula. Agora é só uma questão de tempo, visto que o cenário epidemiológico em Camaçari aponta, de forma otimista, para uma diminuição de casos. Voltaremos a nos reunir e tomaremos essa decisão em comum acordo com os representantes dos conselhos e sindicatos municipais”, ressaltou.

Para a secretária Neurilene Martins, a reunião e o que foi deliberado nela foi muito importante. “Participaram da mesa de discussão todos os atores envolvidos diretamente com a educação no município, com posicionamentos muito coerentes com relação à volta às aulas. A retomada das aulas presenciais no município é uma ação estratégica da prefeitura e será norteada pelos protocolos sanitário e pedagógico. O retorno será de 100% da rede, no entanto, de forma escalonada”, concluiu.

Estiveram presentes na reunião representantes dos sindicatos dos Professores e das Professoras da Rede Pública Municipal de Camaçari (SISPEC) e dos Servidores Públicos de Camaçari (Sindsec), além do Conselho Municipal de Educação (CME), dos conselhos Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), de Alimentação Escolar de Camaçari (CMAE), de Saúde (CMS), do Conselho Tutelar, do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), além das escolas da rede particular.