Após ser preso, DJ Ivis fica calado e não responde interrogatório; Músico está em cela com outros agressores

Após ser preso na na quarta-feira (14) em um condomínio de luxo em Aquiraz, cidade da região metropolitana de Fortaleza, o músico Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, responderá a dois inquéritos por lesão corporal no âmbito da violência doméstica e familiar, informou nesta quinta-feira (15) a Polícia Civil do Ceará. O DJ é investigado por agressão à mulher, a arquiteta e influenciadora Pamella Holanda.

Ivis preferiu ficar em silêncio ao chegar à delegacia, onde permanece em uma cela com outros presos acusados de violência doméstica.

Segundo o delegado Tharsio Facó, da Delegacia de Eusébio, Pamella procurou a polícia em 2 de julho, relatando que havia sofrido agressões no dia anterior. “Foi iniciada uma investigação, quando testemunhas começaram a ser ouvidas, mas até aquele momento não havia imagens das agressões.”

“Essas imagens vieram à tona nas redes sociais no domingo (11), e são de dezembro de 2020. Isso ajudou a polícia a fundamentar o pedido de prisão preventiva, já que os relatos são de que os fatos se repetiam”, completou o delegado Tharsio Facó.

DJ Ivis está detido na Delegacia de Captura, no centro de Fortaleza. Segundo o Secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Sandro Caron, ele está em uma cela com outros presos acusados de violência doméstica, separado dos demais detentos. Ele foi preso dez minutos depois de a Justiça decretar a prisão preventiva.