‘Alguém vai ter que ceder’, diz Adolfo sobre composição da chapa governista

Fonte: Bahia.Ba

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Adolfo Menezes (PSD), acredita que o grupo governista chegará em um acordo para a composição da chapa majoritária que vai disputar o Governo do Estado nas eleições de 2022.

“É natural sempre que se fala em eleições vários membros do grupo pleitearem a vaga. Temos três vagas para quatro ou cinco candidatos, então alguém vai ter que ceder. Otto, Wagner e Leão são homens experimentados e sabem que esse projeto fez muito pela Bahia e continua fazendo nesses 14 anos. Na hora certa, com levantamento, com pesquisas sérias, quem estiver com mais peso vai ocupar e os outros vão ter que se contentar”, disse Adolfo entrevista na manhã desta quinta-feira para a rádio Globo Digital Salvador.

Tudo indica que a chapa que vai disputar o pleito no ano que vem deve ser encabeçada por Jaques Wagner (PT), porém o PP, do vice João Leão, tem levantado o tom para ocupar a vaga.

Para o Senado, a aposta é para a reeleição de Otto Alencar (PSD), porém, embora pequena, existe a possibilidade de que o governador Rui Costa (PT) possa renunciar e tentar uma cadeira na Casa Alta, o que agrada aos progressistas baianos.