Temendo atentados, PT quer reforçar segurança de Lula durante campanha

Fonte: Bahia.Ba

Temendo atentados durante a campanha de 2022, o PT busca reforçar a segurança do ex-presidente Lula. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o tema é debatido discretamente, levando em conta uma radicalização do ambiente político.

Segundo a publicação, dirigentes do partido já queriam fazer o reforço neste ano, durante a pré-campanha, mas Lula teria vetado a ideia. O ex-presidente deve iniciar uma série de viagens ao Nordeste no dia 8 de agosto e sua segurança deve ser feito por apoiadores ligados a movimentos sociais, como CUT (Central Única dos Trabalhadores) e MST (Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).