PGR deve intimar Braga Netto para depor após ameaças contra as Eleições de 2022

O procurador-geral da República, Augusto Aras, vai intimar o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, para prestar esclarecimentos sobre supostas ameaças que este teria feito contra o pleito eleitoral de 2022.

Braga Netto teria dito a parlamentares que as eleições não iriam ocorrer em 2022 se o voto impresso não fosse adotado no país. Após a declaração, o ministro já é alvo de 4 ações no Supremo Tribunal Federal (STF). Aras recebeu um dos procedimentos do ministro do STF, Gilmar Mendes e deve dar prosseguimento ao mesmo.

o PGR também quer ouvir o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), o novo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI) e o deputado federal Marcos Pereira (Republicanos-SP) no processo.