Indígena que participou de estupro coletivo contra turista espanhola em Caraíva é preso; polícia procura outros dois suspeitos

Fonte: Aratu On

Um índigena de 21 anos foi preso na tarde desta quarta-feira (4/8) suspeito de estuprar uma turista espanhola no distrito de Caraíva, município de Porto Seguro. O crime ocorreu no dia 25 de julho deste ano.

De acordo com informações da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), que realizou a prisão, o homem foi encontrado na aldeia Xandó, na mesma região.

A vítima relatou que pegou uma carona com um motorista de quadriciclo para o estacionamento Xandó, em Caraíva. Ao chegar ao local, porém, foi surpreendida pela presença de mais dois homens, que abusaram sexualmente dela.

“É uma importante prisão realizada pelos nossos policiais. Conseguimos, com nosso trabalho de inteligência, identificar e prender o autor”, disse o titular da 23ª Coorpin, delegado Moisés Nunes Damasceno. Ainda segundo ele, os outros dois suspeitos, que estavam com ele no momento do crime, estão sendo procurados.

O homem foi encaminhado para a sede da Coorpin, em Eunápolis, onde ficará à disposição da Justiça.