Salvador: Prédio de idoso de 98 anos que matou homem a tiros no Largo Dois de Julho é vandalizado

Entre a manhã de segunda-feira (23) e a madrugada desta terça (24) o prédio onde mora o idoso de 98 anos que matou um homem a tiros no Largo Dois de Julho, em Salvador, foi vandalizado. Mensagens de ameaça ao policial militar aposentado foram pichadas no imóvel.

Frases como: “Vai morrer, velho assassino” foram escritas nas paredes do imóvel do idoso. No bairro, a situação divide opiniões de moradores, que falaram sobre o comportamento dele. Uns, apontam que ele tem um histórico de comportamento agressivo, outros dizem que ele parecia inofensivo.

Welton Lopes Costa, a vítima, tinha 34 anos e foi assassinado a tiros depois de uma discussão, na tarde de domingo (22). Familiares e amigos dele protestaram na Rua Carlos Gomes, na tarde de segunda (23), horas antes do enterro.

Depois de disparar três tiros, o idoso foi contido por moradores e levado para uma delegacia, pela Polícia Militar. Lá, ele foi ouvido e foi liberado. Em depoimento, o idoso alegou legítima defesa.

Não há detalhes sobre o local onde ele está, nem se está na casa de parentes. A Polícia Civil informou que análise do porte de arma de fogo foi concedida ao policial militar aposentado, mas não detalhou se ele já apresentou documento que comprove a liberação para o porte.

O idoso poderá responder por homicídio e tentativa de homicídio, já que a mulher também foi baleada na ação.