Prisão, morte ou vitória, diz Bolsonaro ao citar “alternativas” para seu futuro

Na manhã deste sábado (28) durante um discurso para lideranças evangélicas em Goiás, o presidente Jair Bolsonaro afirmou ue “não existe” chance de ser preso por causa das acusações apuradas pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19 no Senado.

“Digo uma coisa aos senhores. Tenho três alternativas para o meu futuro: estar preso, ser morto ou a vitória. Pode ter certeza: a primeira alternativa, preso, não existe. Nem um homem aqui na Terra vai me amedrontar. Tenho a consciência de que estou fazendo a coisa certa. Não devo nada a ninguém. E ninguém deve nada a mim também”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro participou do 1° Encontro Fraternal de Líderes Evangélicos da Conemad-GO (Convenção Nacional das Assembleias de Deus do Ministério de Madureira) em Goiânia.

Aos pastores, pediu engajamento nos atos a seu favor em 7 de Setembro, fez ataques à urna eletrônica e afirmou que não aceitará punições em razão de sua atuação em relação à pandemia. Ao desqualificar a CPI da Covid, o presidente disse não temer as investigações. “Nas palavras de alguns poucos vou ser enquadrado em charlatanismo e curandeirismo por causa da hidroxicloroquina”, disse.