Federação Brasileira de Bancos pode perder 22% de receitas com saída de Caixa e BB

A possível saída da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) representaria uma perda de 22,5% nas receitas da principal entidade que representa o setor bancário brasileiro. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo, segundo fontes com conhecimento no assunto.

Os dois bancos públicos ameaçam deixar a instituição por conta de um manifesto que está sendo capitaneado pela Fiesp assinado por cerca de cem entidades de classe dos setores financeiro e industrial pedindo gestos de pacificação entre os Poderes.

A Febraban é uma entidade com diversos associados, mas Caixa e Banco do Brasil são alguns dos principais contribuidores para o orçamento da Federação porque fazem parte dos cinco maiores bancos do país. Ao lado de Bradesco, Itaú e Santander, as cinco instituições detinham 81,8% do mercado de crédito do país em 2020.

O manifesto da Fiesp deveria ser publicado em jornais nesta semana, mas será adiado.