Após rumores de demissão, Queiroga garante que continua no Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que não vai pedir demissão do cargo. O assunto veio à tona ao longo desta quinta-feira e causou burburinho na imprensa nacional.

“Não pedi demissão e nem vou pedir demissão. Estarei aqui no Ministério da Saúde até o dia que o presidente da República decidir que sou útil à nação brasileira”, afirmou durante coletiva de imprensa no final da tarde.

Dispensando o uso de máscara, o ministro criticou o que chamou de indústria de boatos e defendeu o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Não sei ao que interessa essa indústria de boatos, de fake news, somente para tentar desestabilizar o governo. Hoje empreendemos a campanha contra a Covid mais bem sucedida do mundo, com queda no número de casos, de óbitos, e vamos vencer essa pandemia”, pontuou.