“Viúva Negra” da Bahia: ela ficou conhecida por dar “chumbinho” para namorados e foi condenada a 21 anos de prisão

Fonte: Aratu ON

Uma mulher acusada de assassassinar dois namorados com veneno para ratos foi condenada a 21 anos de prisão por meio de júri popular realizado na terça-feira (31/8) no município de Itabuna.

Wane Brenda Oliveira ficou conhecida como “Viúva Negra”. Ela, de 36 anos, foi condenada apenas por um dos homicídios. A polícia concluiu que a suspeita utilizou “chumbinho” para matar Edvaldo Araújo Alves, de 40 anos, em abril de 2017 após descobrir que eles tinham intenção de terminar o relacionamento que perdurava mais de um ano.

A suspeita chegou a socorrer Edvaldo para uma unidade de saúde de Itabuna, mas ele não resistiu. Na época, a morte foi atribuída a um infarto fulminante.

Pouco tempo depois, Wane deu início a um novo relacionamento, com Evandro Bonfim de Souza, também de 40 anos. Evandro passou mal após ingerir um remédio recomendado pela namorada e também foi levado a um hospital. O médico que o atendeu chegou a reconhecer os sintomas apresentados como similares aos de envenenamento.

A vítima permaneceu internada por nove dias, enquanto Brenda o acompanhava diariamente. Quando recebeu alta médica, o homem teve uma parada cardíaca. Ele acabou morrendo em circunstâncias similares a Edvaldo. Ainda não há audiência marcada para julgar a morte da segunda vítima.