Índios voltam a interditar pista entre Porto Seguro e Cabrália em protesto a marco temporal

Um trecho da BR-367, entre Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, no Sul baiano, foi novamente interditado por índígenas Pataxós, nessa quinta-feira (9), em mais um protesto contra o chamado marco temporal.

As manifestações irão permanecer enquanto a pauta é decidida no Supremo Tribunal Federal (STF), conforme o cacique Zeca Pataxó, que declarou uma participação de cerca de 1,5 indígenas no ato.

O ministro relator da matéria, Edson Fachin, votou contra o marco temporal, nessa quinta. Na próxima semana, o julgamento segue com o voto do ministro Nunes Marques.

O denominado marco temporal limita a demarcação de terras indígenas em áreas ocupadas até 1988, quando foi promulgada a Constituição Federal em vigor. (Com informações do Radar 64).