Homem é condenado após injetar sêmen em nádega de mulher

Em fevereiro de 2020, Thomas Steinem, de 53 anos, injetou s^men em uma mulher com uma seringa, durante sua passagem por um mercado em Curchton, cidade do estado de Maryland, nos Estados Unidos.

O suspeito foi condenado pelo Tribunal de Circuito do Condado de Anne Arundel a 10 anos pelo ato e sentenciado, também, por outro crime a cinco anos. Ele agrediu uma jovem de 17 anos com quem teve contato.

Katie, a vítima, tinha acabado de chegar ao mercado, quando foi surpreendida com o agressor aplicando a seringa em sua nádega, que recua imediatamente. Ela, no primeiro momento, achou que teria sido queimada com cigarro, mas, logo depois, o ferimento começou a arder e percebeu que uma parte da sua calça estava molhada. A mulher ligou para a polícia, que conseguiu recuperar as imagens das câmeras de segurança.

A vítima foi ao hospital e tomou medicamentos preventivos por 30 dias. Durante uma semana, Katie não soube qual seria o líquido que o acusado teria injetado. Ele foi localizado pela polícia e, questionado sobre os ataques, Thomas disse que não estava “fazendo nada, apenas parado ali”.