Acusado de matar bailarino do TCA é solto

Fonte: Bnews

O homem suspeito de matar o o bailarino Ajax Vianna, que integrava o Balé do Teatro Castro Alves (BTCA), recebeu o alvará de soltura nesta segunda-feira (20).

Ajaz foi encontrado morto no dia 23 de dezembro de 2020 dentro do apartamento onde morada na Avenida Professor Magalhães Neto, bairro da Pituba, em Salvador. De acordo com informações divulgadas pela Polícia Civil na época, o corpo do bailarino, que tinha 60 anos, apresentava marcas causadas por espancamento.

O companheiro da vítima foi considerado o principal suspeito do crime, e encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O homem já tem passagens na polícia por estupro de vulnerável, além de um mandado de prisão em aberto.

“Eu estou muito surpresa, a minha família também. Daqui a três dias faz 10 meses que meu pai foi assassinado de uma forma cruel e brutal. O assassino foi preso em flagrante e vai ser solto”, disse a filha única da vítima ao Balanço Geral.

“Eu também sou vítima indireta. Eu corro risco quando ele sair por aqui. Será que ele não vai querer fazer nada comigo? Será que ele não vai querer fazer nada com as minhas tias?”, completou.