Em reunião nos EUA, Boris Johnson recomenda vacina de Oxford e Bolsonaro diz que ainda não se vacinou

Fonte: Radar da Bahia

Na tarde desta segunda-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com o premiê britânico Boris Johnson em Nova York, para onde foram líderes do mundo para participar da Assembleia Geral da ONU. Em reunião, o primeiro-ministro afirmou ter tomado as duas doses da vacina de Oxford/AstraZeneca e elogiou o imunizante. O trecho da conversa foi registrado pela agência Reuters.

Na conversa, Boris Johnson afirma que o imunizante de Oxford/AstraZeneca é uma vacina boa. Ao se despedir da imprensa que entrou para fazer registros do encontro, Boris Johnson agradeceu os profissionais e disse:

“É uma ótima vacina. Obrigado, pessoal. Tomem vacinas da AstraZeneca!”, diz o britânico ao lado de Bolsonaro, que é o único líder entres as maiores economias do planeta que declaradamente não tomou vacina contra a Covid-19.

Questionado, Bolsonaro fez sinal de negative com a mão e disse “ainda não” sobre ter se vacinado. O chefe do Executivo tem 66 anos e poderia ter se vacinado desde 3 de abril no Distrito Federal. Bolsonaro afirma que será o último brasileiro a se imunizar.