Forças Armadas não vão obedecer a “ordens absurdas”, diz Bolsonaro

Fonte: Radar da Bahia

Nesta segunda-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que as Forças Armadas não cumpririam uma “ordem absurda” sua ou de outro governante.

“As Forças Armadas estão aqui. Ela está ao meu comando, sim, ao meu comando. Se eu der uma ordem absurda eles vão cumprir? Não. Nem a mim e nem a governo nenhum”, disse.

Nas últimas semanas, o presidente teve que afastar as acusações de que ele planejava algum tipo de ruptura institucional.

Em evento que marcou os 1000 dias de governo, o presidente defendeu a participação de militares no seu governo porque faziam parte de seu círculo de amizade.

Em agosto deste ano, Bolsonaro disse em evento no Palácio do Planalto, que conta com o apoio total das Forças Armadas. “Nas mãos das Forças Armadas, o poder moderador. Nas mãos das Forças Armadas a certeza da garantia da nossa liberdade, da nossa democracia e apoio total às decisões do presidente para o bem da sua nação”, disse ele.