Sogra de secretário do governo foi estuprada antes de ser morta em condomínio de luxo; confessa suspeito

Fonte: Aratu On

O autor da morte de Maria Helena Mazzei Pereira, de 67 anos, confessou que estuprou a vítima antes do latrocínio, ou seja, antes de roubá-la e matá-la. A mulher era sogra do chefe da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Manoel Vitório, e teve o corpo encontrado nesta quinta-feira (30/9) em um apart hotel em Ondina. As informações são das equipes da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), que investiga o caso.

Mesmo confesso, o autor não teve a identidade revelada por conta da Lei de Abuso de Autoridade. Ele era contratado de uma imobiliária e já está preso. Ele foi achado no bairro da Liberdade.

RELEMBRE O CASO

A Polícia Civil já sabe que o autor confesso do latrocínio tinha acesso ao imóvel há cerca de uma semana, pois dois apartamentos do prédio estavam sendo reformados – inclusive o que foi alvo da ação criminosa . O alvo do crime era um celular, que foi roubado e colocado em uma caixa de energia.

Maria Helena, que era viúva de um juiz e sogra do secretário da Fazenda da Bahia, Manoel Vitório, foi achada sem sinais vitais no quarto do seu apartamento com lesões no rosto e na perna esquerda. O corpo dela foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Salvador e não há informações sobre data e local do enterro.