Justiça determina prisão de homem acusado de participar do assassinato de pediatra

Fonte: BNews

Um homem que seria um dos responsáveis pela morte do pediatra Júlio Cesar de Queiroz Teixeira, no último dia 23 na cidade de Barra, segue foragido. De acordo com o Balanço Geral, a Polícia Civil solicitou a prisão dele e a Justiça concedeu. O suspeito é procurado pelas autoridades.

Conhecido apenas como cigano, ele é natural de Pilão Arcado, mora e tem negócios em Barra. A motivação para o crime ainda é um mistério. Um dos irmãos da vítima acredita que a disputa de mercado tenha sido a causa do assassinato.

Júlio César foi morto com quatro tiros, no consultório em que atendia, na frente da esposa e de pacientes. O homem que o teria executado e o que transportou o suspeito contaram ter recebido R$ 4 mil.

Uma outra pessoa apontada como mandante do assassinato também ainda não foi localizada. Um casal que teria trabalhado como olheiros no dia da execução, na recepção do consultório, foi preso.