PF suspeita que blogueiro estimulou Bolsonaro a dar um golpe, diz site

A Polícia Federal (PF) está suspeitando que o blogueiro bolsonarista, Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre, tentou influenciar o presidente Jair Bolsonaro e parlamentares da base a darem um golpe de Estado durante os atos antidemocráticos realizados em abril e maio de 2020. As informações são do portal Terra.

De acordo com o site, as informações, que fazem parte do inquérito das milícias digitais, relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), apontam para a atuação de uma organização criminosa que atua nas redes sociais com o intuito de produzir, publicar, financiar e distribuir conteúdo político que atente contra as instituições democráticas.

“A partir da posição privilegiada junto ao Presidente da República e ao seu grupo político, especialmente os Deputados Federais Bia Kicis, Paulo Eduardo, Martins, Daniel Silveira, Caroline de Toni e Eduardo Bolsonaro, dentre outros, além e particularmente o Ten-Cel. Mauro Cesar, ajudante de ordens do Presidente da República, a investigação realizada pela Polícia Federal apresentou importantes indícios de que Allan dos Santos tentou influenciar e provocar um rompimento institucional”, relata a PF.

Ainda conforme a publicação, a PF aponta na investigação que Allan dos Santos encaminhou mensagens ao ajudante de ordens de Bolsonaro frisando a “necessidade de intervenção militar”, durante as manifestações em apoio ao governo, realizadas nos dias 19 e 26 de abril e 6 de maio de 2020.