Laudo sugere transtorno psicótico de mulher envolvida em caso de morador de rua

6
Um relatório médico da esposa do personal que manteve relacões com um morador em situacão de rua aponta para a presenca do transtorno bipolar em fase de maníaca psicótica. As informacões são fornecidas pelo site R7, que teve acesso ao documento, assinado digitalmente por um médico psiquiatra da Universidade de Brasília no dia 15 de março.

No documento consta, ainda, que “a paciente não é capaz de responder por si, tampouco de exercer vários atos da vida civil, em especial o de assinar documentos e procurações, assim como o de celebrar contratos ou contratar serviços de qualquer natureza”.

Informou também que “naquele mesmo dia passou por avaliação psiquiátrica no Hospital de Base do Distrito Federal, onde se aventou a diagnose de doença bipolar em fase maníaca psicótica e foi indicada internação psiquiátrica”, diz outro trecho do relatório.

Devido ao quadro clínico, “foi iniciado tratamento psicofarmacológico específico, estando também em terapia antirretroviral profilática. Até o momento não temos previsão de alta, aguardamos ainda a melhora clínica da paciente”, conclui o documento.