Prefeito briga por causa de futebol e acaba atropelado por amigo

Um prefeito foi atropelado e prensando contra a parede, na noite do domingo (4), depois de discutir por causa de futebol com um motorista. A vítima foi identificada como Neneu Artigas, do PDT, gestor de Rio Branco do Sul, cidade do interior do Paraná.

Neneu comemorava em um bar o título do seu time de coração, o Coritiba, quando bateu boca com o motorista Carlos Eduardo Rocha. Durante a confusão, o gestor jogou garrafas de vidro contra o veículo, o que causou a fúria do agressor.

O homem deu partida no carro e prensou o prefeito contra uma mureta. Parte da parede caiu e destroços atingiram a vítima após o choque. O crime foi registrado por uma câmera de monitoramento instalada em uma residência da rua onde o atropelamento aconteceu.

O delegado Irineu Portes, responsável pelas investigações, disse, em entrevista ao G1, que o crime foi cometido por um amigo da vítima, e que quatro testemunhas foram ouvidas na segunda-feira (4).

“Começou a falar ‘aqui é brasileiro, libertadores e tal’, neste momento, segundo a testemunha, a vítima teria arremessado uma garrafa, que passou por baixo […] Ele [suspeito] não gostou deste comportamento, invadiu a calçada e atingiu então, a vítima. Segundo os estudos eles eram amigos, não havia motivo para fazer essa barbaridade”, disse de Portes.

Saúde

Neneu foi socorrido e encaminhado para uma unidade de saúde, onde passou por uma cirurgia na cabeça. O estado de saúde dele é considerado grave.

Segundo a Polícia, essa não é a primeira vez que o homem utiliza o veículo para agredir seus desafetos. Em 2019, uma vizinha denunciou Carlos Eduardo à polícia por ele, supostamente, arrancar o carro bruscamente contra ela.

Por meio de um advogado, o suspeito afirmou que se apresentaria à polícia “nas próximas horas”, o que não aconteceu. Ele continua foragido.