Falsas videntes são investigadas por estelionato e extorsão

Após extorsão, estelionato e chantagem, a polícia prendeu Samantha Lhuba Vuletic Gaichi, que se identifica como Mãe Sofia, e Marcelo Vacite, que se apresenta como Pai Luiz, em São Paulo. O casal oferecia “trabalhos espirituais” em troca de objetivo de obter vantagem econômica, mediante as práticas criminosas.

Segundo informações das polícias civis de São Paulo e do Rio, Samantha e Marcelo fazem parte de uma organização criminosa que atua de forma estruturalmente ordenada, com clara divisão de tarefas, para aplicação do que chamam de “engodo espiritual”, com o único objetivo de obter vantagem econômica, mediante as práticas de extorsões e estelionatos. Pelo menos 10 estão sendo investigadas por esses crimes.

No inquérito da 13ª DP de Ipanema (RJ), foram indiciados também Tabata Stanesco, Tiago Nicolitch Petrovich, Tiago Marcicano Elias, Rafael Marcicano Elias e Marcelo Marcicano Elias. Os dois primeiros forneceram suas contas para receber os valores repassados pela mulher; os três últimos ficaram responsáveis pelas cobranças.

De acordo com o Globo, uma das vítimas é uma administradora e empresária de Ipanema, de 28 anos. Com problemas no relacionamento amoroso, a jovem procurou os serviços na internet e foi orientada por Samantha e Marcelo que deveria fazer uma “limpeza espiritual” no valor de R$ 14 mil.

Mas o casal não cessou os pedidos, obrigando a empresária a fazer transações a vista e compras de celulares, roupas e artigos de luxo em cartão de crédito. O prejuízo total foi de exatos R$ 327.805,83.